Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Pela porta dos fundos

O casal demo do Atalanta não se conforma com o degredo e mostra mais uma vez que a ética estava de férias quando nasceu. Plantou uma nota com foto na IstoÉ, em que Valéria acusa com todos os esses e erres o ex-governador Simão Jatene e o PSDB parauara – com o qual o seu partido está oficialmente coligado – de traição e diz de que foi a aliança Jatene/Jader, engatilhada para o segundo turno, que os deixou fora do páreo eleitoral. Ah! E ainda se vangloria de ter 45% das intenções de voto para o Senado. Oh, céus! Oh, azar!

Esqueceram de dizer que, no afã de galgar o poder – catapultados pela máquina e pelos que têm voto – manipularam o DEM-PA além do suportável e praticamente implodiram a agremiação. Ofereceram o partido de A a Z, em troca de vantagens pessoais para si, deixando os filiados à deriva no mar revolto da política. Ameaçaram, chantagearam, injuriaram, caluniaram, difamaram. Acharam que o mundo estaria aos seus pés. E ainda posam de vítimas, com uma desfaçatez espantosa.

O MPF receberá pedido de investigação do financiamento das campanhas eleitorais de Vic e Valéria Pires Franco, em especial doações de empresas do setor de saúde, em 2006 – época em que a Secretaria Executiva de Saúde do Pará (hierarquicamente subordinada à então Secretaria Especial de Proteção Social, comandada por Valéria), era dirigida por seu correligionário e ex-sócio, o hoje vereador de Belém Fernando Dourado (DEM) – ; e dos recursos públicos que, direta e indiretamente, custeiam o Blog do Vic . Dinheiro do povo para promoção pessoal e fins ilícitos.

Devem ser objeto de rigorosa investigação a sua vida pregressa, os seus antecedentes civis, criminais e eleitorais – a íntegra das postagens em seu blog, declarações, depoimentos, escrituras, gravações, laudos periciais, registros penais, inquéritos, ações judiciais, banco de dados, fotos, arquivos, jornais, revistas, filmes, reportagens e programas de rádio e televisão -, que podem e devem ser levados em conta no julgamento ético, eleitoral, criminal e cível. A conclusão de uma completa investigação, em sede de processo judicial, demonstrará muitos outros abusos cometidos por Vic e Valéria.

Essas fontes revelarão que Vic Pires Franco descumpre seus deveres para com a família, a sociedade e o Estado, tem conduta inidônea, em flagrante prejuízo da já péssima imagem do Poder Legislativo nacional, e não deve continuar a ser investido em mandato, eis que o Direito exige orientação dos parlamentares pelos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência (CF, 37).

Pela ululante falta de decência no seu comportamento pessoal e público, que desmerece o Parlamento federal e fere de morte o ordenamento jurídico do Brasil, a Carta Internacional dos Direitos Humanos e do Cidadão, é questão de Direito e de Justiça que Vic Pires Franco não pode nem deve obter registro como candidato a qualquer mandato eletivo.

Saiu pela porta dos fundos da política, escorraçado, fugido, para escapar da cassação pelo voto popular, que já se avizinhava.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *