0

Delegados Socorro Maciel e Neyvaldo Silva

Paulo Cristiano, entre policiais civis

O pedagogo e professor de ensino fundamental Paulo Cristiano Martinho Pinheiro, 25, foi preso hoje, acusado de violentar sexualmente quatro criancinhas, de 4 a 7 anos, na escola pública em que trabalha, na Cidade Nova, em Ananindeua.


De acordo com as denúncias, o professor cometia os estupros no banheiro da escola e ameaçava os pequeninos. Uma das mães das vítimas, ao tomar conhecimento do crime, procurou outras mães e, juntas, foram à Polícia Civil. As crianças foram ouvidas por policiais e psicólogos e assistentes sociais do Propaz.


A delegada Socorro Maciel, diretora da DATA, informou que laudos periciais preliminares atestam a violência. O delegado Neyvaldo Silva, diretor de polícia especializada, salientou que a ordem do delegado-geral, Raimundo Benassuly, é tolerância zero no combate à pedofilia. Nos últimos 30 dias, 8 pedófilos foram presos.

(com informações e fotos da assessoria de comunicação da polícia civil)

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Aviso aos condutores

Anterior

Está passando da hora

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *