A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

Pedalar em Belém é correr risco de morte

A maioria absoluta dos vereadores de Belém não participou da audiência pública sobre o BRT na própria Câmara; também não se interessa em estudar o projeto fim de ter dele a devida compreensão, seja para defender ou para atacar, com propriedade. Muito menos se importa em dominar o tema mobilidade urbana, imprescindível para fazer funcionar qualquer cidade, ainda mais uma tão estrangulada e caótica quanto Belém do Pará. Por outro lado, o Plano de Mobilidade teria que ter sido concluído há mais de um mês, em 15 de abril, mas não estão disponíveis todos os recursos para ser lançado o edital de licitação. A cidade não melhora no ritmo de que precisa. O modal cicloviário é fundamental para elevar a qualidade de vida em Belém, que não tem espaço para a circulação de tantos automóveis, ônibus e carretas. Mas, se a questão não for examinada com o pensamento estratégico necessário, pedalar na cidade é correr risco iminente de morte. Ano que vem haverá eleições. É bom que a sociedade esteja atenta e mobilizada a fim de não repetir os erros e eleger agentes públicos que de fato se importem com a coletividade. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *