0
No dia 7 de janeiro, a população terá muito o que perguntar na audiência pública em Marabá, para discutir o projeto da Siderúrgica Aços Laminados do Pará, de responsabilidade da Vale S/A. É uma boa oportunidade para que todos – Ministério Público Federal e Estadual, ONGs e populares – questionem o que a mineradora fará se a hidrovia Tocantins-Araguaia não sair do papel antes do início da construção do empreendimento.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Livros de Lygia

Anterior

Avião movido a plantinhas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *