0
Os tucanos paraenses estão mais bicudos do que nunca, depois da viagem relâmpago que os deputados estaduais Megale, André Dias, Ítalo Mácola, Bosco Gabriel e Pioneiro fizeram a Brasília, ontem à tarde, para conversar com o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, sobre a necessidade de definição de quem, afinal, será ungido candidato ao governo do Estado. A reunião era segredo, mas, como dizem os colunistas sociais, em sociedade tudo se sabe, e Belém é uma cidade de muros baixos e línguas compridas, então, logo no embarque deram de cara com o deputado federal Nilson Pinto, que assim que desembarcou fuxicou ao senador Mário Couto, que, por sua vez, furioso, invadiu a sala de Guerra, junto com Nilson. Depois de um bate-boca básico e muitos sorrisos amarelos, todos se acalmaram. O grupo voltou satisfeito porque o diretório nacional é que vai assumir as rédeas da questão.
Quem não gostou nadinha dessa história foi o senador Flexa Ribeiro, que, apesar de ser o presidente estadual do PSDB, não foi ouvido nem cheirado. Ficou naquela situação incômoda de marido traído: foi último a saber.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Legislativo à míngua

Anterior

Demos & tucanos

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *