0

A manhã desta segunda-feira (18) foi agitada em Belém. Logo cedo a Polícia Civil do Pará, através da Seccional Urbana do Comércio, deflagrou a Operação “Truque de Mestre” e cumpriu mandados de busca e apreensão em vários condomínios de luxo, além da prisão de “influencers” que ganhavam rios de dinheiro às custas do azar de seus seguidores, em jogos on line proibidos. Até agora estão presos Gleison Pereira Soares, o Mago das Unhas; Jamily de Pinho Ipiranga, Ianne Raquel Andrade dos Santos, Emilly Almeida da Penha, Ingrid Naiane Silva, Géssica Meireles Alves, Hellen Mayara Oliveira Borges, Bruna Tenório, Lorrany Almeida e Rayssa Natacha Motta Berbary, esta alcançada no aeroporto de Recife, antes de desembarcar para lançar sua plataforma lá. Lucas Lobo está declarado foragido mas foi localizado em Fortaleza. Noelle Araújo Lopes, dona do estabelecimento Pallazzo Resto Club, cuja atividade principal, conforme a Receita Federal, é “discotecas, danceterias, salões de dança e similares”, tentou fugir mas quando soube da prisão de sua mãe, Suzana Karla Melo de Araújo, suspeita de lavagem de dinheiro, entre outros crimes, negociou com a polícia e vai se entregar amanhã,19, às 8h da manhã, ao delegado Arthur Nobre.

Em entrevista coletiva há poucos minutos, os delegados Daniel Castro, diretor da Polícia Metropolitana de Belém, e o delegado Arthur Nobre, diretor da Seccional do Comércio, relataram que em Belém há treze indiciados e as prisões no Pará são apenas a ponta de um esquema milionário. Para se ter uma ideia, só uma das presas chegou a movimentar R$22 milhões em poucos meses. Um dos donos de plataforma já está identificado, em São Paulo, e a operação terá outros desdobramentos. Notebooks, smartphones, equipamentos de DJ, carros de luxo avaliados em meio milhão de reais cada um, motos e outros materiais e equipamentos foram apreendidos e serão periciados.

Participaram da operação 14 equipes de policiais civis que compõem as delegacias e seccionais da Diretoria de Polícia Metropolitana de Belém e da Diretoria de Polícia do Interior, entre elas as seccionais do Comércio, Sacramenta, São Brás, Guamá, Marituba, Ananindeua, Cremação, Pedreira, Marambaia, Icoaraci, Cidade Nova, Paar e, ainda, as delegacias do Atalaia, em Salinópolis, de Bragança e de São Francisco do Pará.

O Fortune Tiger é um cassino online, e a atividade é proibida no Brasil pela Lei de Contravenções Penais. Além disso, o jogo está hospedado em sites no exterior que não têm registro no Brasil.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

A Reforma Tributária Caminho para uma Sociedade Menos Desigual

Anterior

Vereador faz performance obscena em Soure

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *