Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Operação Alçapão em Curionópolis

Autorizada pelo desembargador Ronaldo Vale e coordenada pelo procurador de Justiça Nelson Medrado, a “Operação Alçapão”, do Núcleo de Combate à Improbidade e à Corrupção do Ministério Público estadual, cumpriu hoje busca e apreensão na prefeitura de Curionópolis e nas residências da secretária municipal de Educação, Maria Francisca Teixeira Lopes, e da presidente da Comissão de Licitação, Aline Prudêncio da Silva, além de uma farmácia. 

O MP constatou compras diretas e posterior montagem de processos licitatórios para justificar os gastos. Na casa da presidente da Comissão de Licitação foram encontrados revólveres e espingardas. Foi verificada a contratação de um escritório de advocacia de outro estado por alto valor, mesmo tendo procuradores do município com experiência e nenhuma peculiaridade a justificar a contratação. Também eram feitas compras diretas de medicamentos em determinada farmácia, embora existam outros fornecedores no município e inclusive um contrato vigente. Um escritório de contabilidade também era contratado sem licitação e por valor alto, apesar de o município dispor de corpo técnico concursado. Documentos, computadores, processos licitatórios montados e armas foram apreendidos e agora são provas anexadas aos autos. 

A equipe do procurador Nelson Medrado foi integrada pelos promotores de justiça Francys Lucy Galhardo do Vale, Josiel Gomes da Silva e Hélio Rubens Pinho, além de policiais militares do Gabinete Militar do MPE-PA e servidores do NCIC. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *