0

O D.O.U. publica hoje decisão do Conselho Nacional de Política Energética: a Usina Hidrelétrica de Belo Monte será a única construída no rio, apesar de reconhecer o potencial do Xingu para a geração de energia elétrica. A resolução determina à Eletrobrás realizar estudos antropológicos sobre as comunidades indígenas que estão na área do aproveitamento hidrelétrico e ouvir as comunidades afetadas pelo empreendimento. O documento lembra que o trecho do rio Xingu onde está prevista a construção da usina tem queda natural e vazão significativas, que permitem geração de energia em um único aproveitamento. Assim, poderá gerar energia média elevada, a ser incluída no Sistema Interligado Nacional. O CNPE ressalta a importância da região para a conservação da diversidade biológica e da proteção da cultura indígena. Continuam os estudos para o desenvolvimento e a conclusão da UHE. O leilão para definição do consórcio responsável pela construção da obra está previsto para outubro de 2009.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Nota oficial da OAB Nacional

Anterior

OAB-PA se pronuncia

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *