Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Show beneficente na Estação das Docas

No próximo dia 29, às 19h, no teatro Maria Sylvia Nunes (Estação das Docas–Boulevard Castilhos França, s/nº), em Belém,   serão lançados os CDs “Criatura” e “Canto do Meu Brasil”, de Edinaldo Lobato, com show da Banda Adamandá e participação especial do Pinduca, cuja renda será revertida para compra da sede da Associação dos Renais Crônicos e Transplantados do Pará.  No show serão tocadas músicas dos dois CDs, que conta com patrocínio da
Tecmed.
Os ingressos custam R$20 e podem ser adquiridos na atual sede da Associação dos
Renais Crônicos e Transplantados do Pará
, e também no dia do evento, na bilheteria do teatro, das 9 às 12h e das 14h às 18h. Quem comprar ingresso ganha um CD. 


Edinaldo Tocantins Viana Lobato é de Igarapé-Miri, graduado em Medicina pela UFPA com
especialização em Nefrologia pela Universidade de São Paulo (UNIFESP).
Poeta e compositor com temas que evidenciam a fauna, flora e cultura amazônica, tem diversas obras publicadas em revistas literárias nacionais.
Membro da Academia Paraense Literária Interiorana, fundador do website Rádio Açaí (rádio online de
divulgação da música paraense) e do Blog Canto do meu Brasil, publicou os álbuns Lua D’água (1982) e Pássaro de Breu (1983), com o cantor e compositor
paraense Luiz Jorge. 

Banda Adamandá – Aos 12 anos de idade, Francisco Oliveira Santos, de Aucucuia, no Marajó, começou a ministrar aulas de
música a seus amigos e irmãos. Mudou-se para São Caetano de Odivelas, onde foi
bem acolhido e iniciou a carreira musical, formando o “Grupo Cinco irmãos”.
Alguns anos depois, se tornou um dos mestres do carimbó no Pará, saxofonista nato na
companhia de Pinduca, Mestre Verequete e Mestre Lucindo, entre outros. Mestre
Francisco cresceu no espaço artístico do Estado entre os mais requisitados para
fazer shows e gravações com artistas de grande nome, tendo noção em diversos
instrumentos musicais.
Passou pelas Bandas Amazonas, Três Irmãos, Sayonara e Orlando Pereira. Também se apresentou com as Bandas Companhia do
Calypso, Wlad, Cavalo de Pau e Calcinha Preta. Em 2010, surgiu a Banda
Adamandá.

Serviço: Associação dos Renais Crônicos e Transplantados do Pará. Responsável: Belina Soares (presidente). Endereço: Tv. Campos Sales, 63 – Sala 201, Edifício Comendador Pinho, esquina com a Rua 15 de Novembro, bairro da Campina, contato 91-32125282.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *