Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

O Pará que queremos


Fotos e informações da assessoria de imprensa do projeto

Na passagem da caravana do Projeto “O Pará que Queremos”, do Instituto Teotônio Vilela, em Ulianópolis, Paragominas, Ipixuna do Pará e Aurora do Pará, o ex-governador Simão Jatene (PSDB) insistiu que “um governo precisa ter credibilidade para formar as alianças necessárias ao desenvolvimento do Estado”.

Em Paragominas, Jatene realçou que o município é o grande modelo de desenvolvimento para a região. Administrado pelo PSDB há quase 15 anos, é o único do Brasil que já saiu da lista dos maiores devastadores da floresta amazônica. “Esse avanço foi possível graças a um grande pacto firmado entre o governo municipal e a sociedade. Todos colaboraram para o desenvolvimento e isso é possível expandir para todo o Estado”, defendeu.

Em Aurora do Pará, o presidente da Câmara Municipal, João Baiano (PR), denunciou que a falta de água é grave na cidade: “muita gente tem banheiro em casa, mas nunca teve a felicidade de tomar um banho de chuveiro na vida”.

O grande câncer desta região é a falta de regularização fundiária, que facilita as invasões e dificulta o acesso ao crédito tanto para os grandes quanto para os pequenos”, afirmou o empresário Valdoli Ciprandi, no encontro em Ulianópolis, onde o vice-prefeito Clenilton Oliveira (PTB) pediu mais investimentos na educação e a construção de uma escola agrotécnica. “Já existe uma área doada para isso pelos empresários daqui. A proposta foi incluída no PTP do atual governo. Mas as obras ficaram só no papel. Nada foi construído”, reclamou.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *