0

O governo do Estado lança na segunda-feira, no Hangar, o PAC Pará, com previsão de investimentos no Estado para o período 2011/2014.

Serão cerca de R$ 109 bilhões, oriundos do governo federal (R$ 59,3 bi), governo estadual (cerca de R$ 6 bi) e privados (R$ 40 bi). Entre as áreas prioritárias, saúde, educação, segurança e obras de infraestrutura para o desenvolvimento.

Na mensagem sobre o programa, a governadora Ana Júlia Carepa anuncia a construção da hidrelétrica de Belo Monte e o início de sete hidrelétricas na bacia do rio Tapajós; construção de 50 mil casas populares; conclusão do asfaltamento e recuperação da Santarém/Cuiabá e Transamazônica; obras de adequação da BR-155 (antiga PA-150); mais de R$ 40 bilhões em projetos de mineração; construção da Zona de Processamento de Exportação de Barcarena, em fase de terraplenagem; construção de 334 unidades básicas de saúde; 388 quadras esportivas; ampliação de dois aeroportos; e 13 terminais hidroviários, entre outras obras e empreendimentos.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Inútil pressão

Anterior

É agora ou nunca

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *