Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Medidas emergenciais no lixão de Marituba

A Revita/Guamá Tratamento de Resíduos tem 15 dias para instalar sistema de drenagem pluvial definitivo no aterro sanitário metropolitano, em Marituba, 30 dias para a cobertura definitiva dos resíduos expostos e da lagoa de chorume, 20 dias para apontar tecnologia destinada a amenizar o odor e 10 dias para apresentar plano de investigação ambiental de contaminação de solo ou corpo hídrico, entre outros. Os prazos foram dados pela Semas, como medidas emergenciais. Ontem de manhã, o governador Simão Jatene foi ver a situação, acompanhado pelo secretário de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Luiz Fernandes Rocha, e à noite reuniu também com os prefeitos de Belém, Zenaldo Coutinho; Ananindeua, Manoel Pioneiro, e Marituba, Mário Filho, para discutir e analisar possíveis soluções. 

Durante as vistorias ao aterro sanitário de Marituba, técnicos da equipe de licenciamento da Semas detectaram falhas operacionais e iniciaram as notificações. Só nos primeiros meses deste ano foram aplicados 14 autos de infração, número igual ao registrado em todo o ano passado. Do total, cinco foram apuradas e tiveram lavradas as multas que, juntas, totalizam cerca de R$150 mil. Os demais documentos estão em avaliação jurídica para verificação de valores.
Caso as medidas estabelecidas não sejam cumpridas, a empresa deverá pagar multa diária de 100.000 UPF’s (Unidades de Padrão Fiscal), o que equivale a R$320 mil, além de autuações por infração continuada.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *