Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Médica arrisca a própria vida e salva soterrado


Quem me contou foi o procurador de justiça aposentado Ismaelino Valente: esta semana aconteceu uma tragédia em Mojuí dos Campos, o mais novo município paraense, há poucos anos emancipado de Santarém. Um senhor, experiente em seu ofício, ao fazer manutenção de poço escavado em 1997, foi soterrado em razão do desabamento das paredes. Ficou só com a face e uma mão fora do entulho.
O SAMU e o destacamento do Corpo de Bombeiros de Santarém prestaram socorro. A médica socorrista, 
Ilmara Souza, arriscando a própria vida, desceu ao fundo do poço. Viabilizou a respiração do paciente, que estava desmaiado, e ministrou a ele glicose, fazendo com que recuperasse os sentidos. Ela própria foi vítima de uma pedra que se deslocou da parede do poço, mas conseguiu, com o pé, desviar do soterrado. Suportou o ar rarefeito e viciado no fundo do poço e, em conjunto com os Bombeiros, que reforçaram as paredes instáveis com baldes de areia e entulhos, resgatou com vida o cidadão, que foi levado para o Hospital Municipal em Santarém, de onde já teve alta e está em casa, são e salvo. A atitude heroica da jovem e bonita médica merece o justo reconhecimento e os aplausos de toda a sociedade. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *