0

A Polícia Federal investiga desde 2003, nos 27 Estados brasileiros, cerca de 30 mil crimes contra a administração pública: corrupção, peculato (quando servidor se apropria de dinheiro ou bem público), tráfico de influência, fraudes em licitações, emprego irregular de verbas, prevaricação (quando autoridade retarda ou deixa de praticar ato de ofício por interesse próprio) e concussão (extorsão praticada por funcionário público).

É tanto crime que a PF pede a criação e estruturação de duas divisões com atribuições específicas, uma para reprimir desvios de recursos e outra para investigar servidores e políticos envolvidos em malversação.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Acerto por fora

Anterior

Revistas da semana

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *