0
Mais uma ratada da empresa que confecciona as placas para a prefeitura de Belém. Desta vez, como mostra a foto de Alfredo Guimarães Garcia, a Rua da Paz, endereço do Theatro da Paz, nome dado pelo Bispo Dom Macedo Costa em homenagem ao fim da guerra do Paraguai, virou, na placa, Avenida da Paz. Ora, a rua de uma pista só atravessa apenas um quarteirão, e fica entre as avenidas Presidente Vargas e Assis de Vasconcelos. Até por uma questão de bom senso, salta aos olhos que não pode se tratar de uma avenida, que se caracteriza por múltiplas pistas para a circulação de veículos, conforme, inclusive, a definição no Dicionário Aurélio.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

A história das ruas de Belém surrupiada

Anterior

Alter do Chão, em Santarém do Pará

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *