Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Mais um político executado em Goianésia

Nem faz um mês que o prefeito de Goianésia do Pará, José Gomes da Silva (PR), o Russo, 62, foi assassinado com uma rajada de balas durante um velório no dia 24 de janeiro, e já mataram a tiros hoje,  por volta de 9 horas, o vereador José Ernesto da Silva Branco (PHS), 46, em um “lava a jato” de sua propriedade, do mesmo município, que tem 35 mil habitantes e dista cerca de 350 quilômetros de Belém do Pará. Conforme a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, dois homens usando bonés para encobrir o rosto pararam em uma moto de cor vermelha, placa não identificada, se aproximaram da vítima e chamaram-no pelo nome. Em seguida, dispararam vários tiros e fugiram em direção a Jacundá.   

Em nota, a Segup informa que já determinou a apuração das circunstâncias da morte do vereador e os policiais estão em busca de testemunhas e imagens de câmeras de segurança que ajudem nas investigações, conduzidas pela Divisão de Homicídios de Belém e delegacia de Goianésia, com apoio do Grupo de Pronto-Emprego, unidade tática da Polícia Civil, sob coordenação do delegado Marco Antonio Oliveira, titular da Homicídios. A equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves em Tucuruí faz o levantamento do local do crime e remoção do corpo. 

Com as características de execução de ambos os casos, no mínimo deve-se trabalhar com a hipótese de enfrentamento de dois grupos, disputando sabe-se lá o que. Tenebroso. Conforme relatos de populares, Zé Ernesto, como era conhecido, iria se candidatar à prefeitura local.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *