0

O problema do fundamento dos Direitos Humanos e o papel da Justiça Constitucional brasileira à efetividade desses direitos foi o tema da pesquisa de pós-doutorado desenvolvida e defendida com brilho pelo juiz federal do Trabalho Océlio de Jesus C. Morais, no programa de pós-doutoramento do Ius Gentium Conimbrigae da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em Portugal.
A defesa pública foi na Casa da Escrita, na semana de 6 a 8 de julho, durante seminário específico que reuniu 27 professores doutores do Brasil, Irã e EUA.
Inédita, como exige o programa de pós-doutorado, a pesquisa acadêmica do  magistrado paraense examinou a questão do fundamentos dos Direitos Humanos na história constitucional brasileira e a inserção do Brasil na rede internacional de proteção a esses direitos, e como a globalização mundial os projeta na ordem jurídica interna. Ilustre santareno que também é graduado em Jornalismo pela UFPA, 
Océlio de Morais é doutor em direito da seguridade social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, professor do curso de mestrado da Universidade da Amazônia e titular da 11ª Vara de Belém do TRT8.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Lago Maicá em Santarém

Anterior

AGU em crise por ingerência política

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *