Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Juiz barra cassação do prefeito

O juiz Luiz Trindade Júnior acaba de jogar um balde de água fria para
refrescar a temperatura máxima no
circuito político em Muaná, município marajoara. É que estava tudo pronto para
a cassação do prefeito, em sessão da Câmara Municipal marcada para as 13h de
hoje.
Já é a terceira tentativa de cassar o prefeito Murilo Guimarães. Nas
duas primeiras, nem houve comissão processante e uma liminar em mandado de
segurança preventivo impediu a votação e determinou a obediência aos princípios
constitucionais da ampla defesa e do contraditório e aos prazos legais dentro
de processo administrativo investigativo. Os moradores chegaram a ocupar o
prédio da Câmara em protesto contra os vereadores.
O clima é muito tenso. Em
outubro do ano passado, o prefeito sofreu um atentado. Ele denuncia que é
alvo de ameaças de morte pelas redes sociais e por telefone, e comunicou os
fatos às autoridades da segurança pública.
O prefeito diz que o
processo de cassação é manobra política encabeçada pelo seu vice, que se aliou
à maioria dos vereadores para assumir o mandato. O vice-prefeito, Birí
Magalhães, nega as acusações.
Leiam a íntegra da
liminar.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *