Fluviazul

Nas manhãs ensolaradas na orla de Santarém, eu aprecio a sístole e a diástole das águas que vem beijar a cidade. O Rio Tapajos é

Ler mais »

Sensações

Saíde Santarém em 1971, para estudar e trabalhar em Belém. O tempo passou e eu fui ficando. Amo minha terra natal, mas, por um motivo

Ler mais »

Cancioneiros em catalepsia

Pelo que podemos pressentir, o rio Tapajos agoniza. As vozes do rio, que até bem pouco tempo entoavam suas canções, celebrando a vida, em tonalidade

Ler mais »

O BEM-TE-VI DA SAUDADE

Junto ao piano, numa das janelas,Pousava sempre aquele bem-te-vi.Meu pai compunha suas canções tão belasE o passarinho sempre estava ali. E nos acordes que meu

Ler mais »

COISAS DO BARATA

Moro em São Braz, onde está o famoso Chapéu do Barata, exemplo da falta de edução cívica de nosso povo, já que está totalmente depredado

Ler mais »
Sugestões de Pauta e Contatos

uruatapera@uruatapera.com

POPULAR POSTS
O discurso do MCom para a Amazônia

Representantes do Ministério das Comunicações foram à Câmara Federal nesta semana dizer que não faltam recursos para suprir a falta de conectividade da banda larga

Raízes Marajoaras

Minha mãe nasceu em Muaná. O avô João Camarão foi prefeito em São Domingos do Capim e depois trouxe os filhos para Belém. Minha avó

INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER
SIGAM-NOS NAS REDES SOCIAIS
© URUÁ TAPERA| Desenvolvido por Fluxo