Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Jornalistas em negociação salarial

Para renovar o Acordo Coletivo de Trabalho, dirigentes do Sindicato dos jornalistas no Estado do Pará e representantes do Diário do Pará participaram de audiência mediada pelo Ministério Público do Trabalho.
Na ocasião, os interlocutores do jornal reapresentaram a proposta de reajuste salarial de 6,95%, baseado no INPC referente a abril de 2012/março de 2013, sendo que nessa proposta da empresa o percentual referente ao retroativo à data-base, 01 de abril, seria pago em três vezes.
A proposta foi rejeitada pelo Sinjor. A categoria reivindica a criação de pisos salariais para os jornalistas do veículo. 

Como não houve consenso entre a entidade sindical e o jornal, a procuradora do MPT Loana Uliana propôs que as partes se reunissem para negociar.
O impasse também aconteceu durante a audiência entre o Sinjor-PA e o Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado do Pará (Sertep), o que reforçou a necessidade de se estabelecer pisos para a categoria de jornalistas que atuam nessas TVs e rádios.
A procuradora propôs ao representante dos patrões, advogado Tito do Couto, a criação de pisos salariais. Ele disse que a entidade reluta. As partes assumiram o compromisso de tentar resolver o impasse e comunicar o resultado ao MPT. 

Para submeter a proposta das empresas à avaliação dos trabalhadores, o Sinjor realizará assembleia neste sábado, 3, às 10h, na sede da entidade sindical, na rua Diogo Moia, 986, no Umarizal, em Belém.
Devem comparecer os jornalistas do jornal Diário do Pará e das 11 empresas de TV que integram o Sertep: TV Record, TV SBT, TV RBA, TV Nazaré, TV Liberal, TV Boas Novas, TV Tapajós-Santarém, TV Floresta-Tucuruí, TV Guarany-Santarém, Rede de Televisão Paraense – RTP, em Castanhal, e TV Liberal de Marabá.
Também devem ir os jornalistas das 23 rádios filiadas ao sindicato patronal, entre elas Diário FM, Transpaz, Rádio Nazaré, 99 FM, Rádio Clube, Jovem Pan, Rádio Liberal AM e FM, Rauland, Tapajós, Educadora-Bragança, Floresta-Tucuruí, Vale do Xingu-Altamira, Guarany-Santarém, 91 FM-Marabá e Pérola-Bragança.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *