0
O deputado Raimundo Santos(PEN), presidente da Comissão de Constituição e Justiça e Ouvidor da Alepa, levantou questão de ordem, há pouco, no plenário, ponderando que a realização de sessões itinerantes na região nordeste do Pará, a partir de Barcarena, Abaetetuba, Moju e Igarapé Miri, prevista para a próxima semana, deve ser adiada para depois da nova eleição para prefeito e vice de Igarapé Miri, marcada para o dia 17 de maio deste ano pelo TRE-PA, em razão da cassação dos mandatos dos eleitos. É que o clima eleitoral está dominando o município, é tenso e a presença dos deputados estaduais poderia acirrar os ânimos.

Presidindo a sessão, na ausência do deputado Márcio Miranda(DEM), que está em Brasília em audiência com o Ministro do Planejamento, o 1º vice-presidente da Casa, deputado Fernando Coimbra(PSD), acatou a proposta, informando que a Mesa Diretora está atenta para o problema e que amanhã, após a sessão plenária, haverá reunião do Colégio de Líderes a fim de discutir e decidir a questão. O 2º vice-presidente, deputado Cássio Andrade(PSB), que reveza a presidência da sessão, manifestou que está de acordo.

O líder do Governo, deputado Eliel Faustino(SDD), também se pronunciou defendendo o adiamento, a fim de que o processo legislativo não se confunda com a campanha eleitoral em Igarapé Miri e a interiorização da Assembleia Legislativa não fique prejudicada.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Os outros

Anterior

PGR ajuizou ADI contra MP de Contas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *