0

O Cartão de Registro de Identidade Civil vai reunir CPF, título de eleitor e a carteira da Previdência Social em um único documento, que começará a ser implantado em janeiro. Terá chip microprocessador, gravação a laser de informações em camadas internas do cartão e marcas d´água visíveis apenas na luz negra, para coibir fraudes. A Polícia Federal estima que 16 milhões de documentos de identidade falsos circulem no Brasil. A tecnologia foi adquirida em 2004, quando o governo investiu U$ 35 milhões no Sistema Automatizado de Identificação de Impressões Digitais, sob a responsabilidade do Ministério da Justiça.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

A saúde desumana

Anterior

Inconformismo

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *