0
A CPI da Pedofilia da Alepa deu voz de prisão, anteontem, em Cametá, ao estuprador de uma garotinha surda-muda, de 12 anos. O promotor público, presente na sessão, requereu oficialmente e o juiz decretou na hora a prisão do monstro.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Bravatas & gaiatice

Anterior

Cada qual no seu quadrado

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *