A sesquicentenária samaumeira que perdeu seus galhos na madrugada desta segunda-feira (6) é memória afetiva de todos os paraenses e até de gente de fora do Pará e do Brasil que frequenta Belém durante o Círio de Nazaré. Localizada em…

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará oficializou o resultado da eleição suplementar em Viseu 39 minutos após o encerramento da votação. Foi eleito prefeito Cristiano Vale (nº 11 – PP – Voltando pra Cuidar da Gente) e vice-prefeito Mauro da…

Nem bem foi inaugurado, e ainda faltando a instalação dos bancos e finalização, o calçadão da Avenida Beira-Mar, em Salinópolis, sofreu diversas avarias. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras acionou a empresa responsável pela obra, que está executando ações…

A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

A impunidade e o Judiciário

“O MP investiga, denuncia, pede prisão. A PF prende, faz escutas, reúne provas, faz perícias. A CGU investiga, instaura processo, demite.

E aí o Judiciário vem e anula investigações e processos (como estão querendo fazer com a Satiagraha), deixa os corruptos soltos até que não reste mais recurso (e aí os crimes prescrevem…), anula a Lei da Ficha Limpa e manda reintegrar os servidores demitidos.

Está mais do que na hora de todos começarem a falar o tempo todo, e cobrar a responsabilidade o tempo todo: a culpa da impunidade é do Judiciário.


Como especialista em combate à corrupção eu falo e provo pra quem quiser, em qualquer lugar: as leis que temos são suficientes. O problema é agilizar o andamento processos, ter mais rigor nas sentenças e rever a visão jurídica que existe sobre presunção de inocência, que hoje é absoluta e está colocada acima inclusive do interesse público e da proteção ao erário.”
(Alan Souza, advogado, professor de Direito, servidor da Controladoria Geral da União e comentarista do blog, no post Até quando?) 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *