0

 

No próximo dia 5, no Cine Teatro CCBEU, às 19h, o Instituto Dayse Cunha realiza seu segundo Sarau, com apresentação de dança, música e poesia, além da exposição de obras de jovens artistas plásticos, intitulada “Pele de Papel”. A direção é do professor Everton Pontes e são convidados especiais a cantora Cei Mello, os músicos Gorayebe (Fruta Quente) e o professor Andi “El Canijo”, que foi grande amigo e parceiro de dança de Dayse Cunha, que faleceu em meio ao confronto entre seus sequestradores e a polícia, e cujo projeto social foi finalizado na sua última noite. Dayse e as amigas da dança flamenca trabalharam até tarde, montando o texto em busca de patrocínio pela Lei Semear. Depois, ela foi deixar a dançarina Astrid em casa e em seguida rumou para o aeroporto de Val de Cães, a fim de pegar a documentação do Imposto de Renda. Na volta, houve o sequestro relâmpago que a vitimou. Na juventude, Dayse foi monitora em projeto social da antiga Fbesp e sempre gostou de atividades que encaminhassem positivamente os menos favorecidos economicamente. Para 2016 já está programado o espetáculo” Cuatrocentos”, com apoio do governo do Estado, em comemoração aos 400 anos de Belém. Confiram o endereço nos folders aí em cima e não percam o evento, cujo ingresso simbólico é de R$1.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Alepa, Hemopa e Vivo em parceria

Anterior

Reorganização da Polícia Civil em pauta

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *