0

O presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o vice-presidente do partido, Roberto Amaral, não gostaram nadica da reação de Ciro Gomes à puxada de tapete que levou. Em retaliação às críticas de Ciro a Lula e ao seu próprio partido, defendem que ele perca os cargos que tem no governo.


Na mira principal está a Secretaria de Portos, que tem status de ministério, sob o comando de Pedro Brito, homem de confiança de Ciro Gomes. A pasta comanda sete Companhias Docas em todo o Brasil e foi criada por Lula em 2007, para atender à reivindicação do PSB de mais espaço no governo.


Aqui, a CDP passou um ano para definir sua presidência e agora pode mudar tudo de novo.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Animosidades políticas

Anterior

É o fim

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *