Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Hoje, 353 anos de Santarém

Fotos: Thiago Araújo
Fundada pelo jesuíta Felipe Bettendorf, Santarém festeja há uma semana, com inaugurações de obras e serviços, seu 353º aniversário, que transcorre hoje e culminou com a Missa Mocoronga, às 10h, na catedral de Nossa Senhora da Conceição, celebrada desde 1969, adaptada de canções de autoria do maestro Wilson Fonseca (o Isoca) e José Agostinho da Fonseca, cujas letras foram escritas pelo poeta Emir Bemerguy, em ação de graças pelas bênçãos sobre a cidade, incentivados pelo então bispo Dom Tiago Ryan. Por muitos anos o Coral de Santarém, regido pelo maestro Wilde Fonseca, o Dororó, entoou as composições, acompanhado pelo maestro Wilson Fonseca ou por seu filho, José Agostinho da Fonseca Neto, o Tinho, que assumiu a missão, através do Coral e Orquestra Jovem Wilson Fonseca e Ministério de Dança Santa Cecília, da Escola de Música Maestro Wilson Fonseca, que ele idealizou e dirige

Depois da Missa Mocoronga, no elevado da Praça da Praça Matriz, a população cantou o “Parabéns” à Pérola do Tapajós e participou do corte do bolo.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *