Área contígua ao centro histórico de Belém do Pará, Zona Especial do Patrimônio Histórico declarada por lei, o bairro do Reduto, cenário industrial da belle Époque, da Doca do Reduto no início do século XX, com suas canoas coloridas repletas…

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça fixou, sob o rito dos recursos repetitivos, a tese de que o servidor federal inativo, independentemente de prévio requerimento administrativo, tem direito à conversão em dinheiro da licença-prêmio não usufruída durante a…

O prefeito Edmilson Rodrigues cumpriu agenda institucional em Brasília, ao lado do secretário municipal de Gestão e Planejamento, Cláudio Puty. No Ministério da Economia, trataram das obras de saneamento básico no Canal do Mata Fome, no bairro do Tapanã, onde…

O leite materno contém propriedades importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê, fortalecendo a sua imunidade contra diversas doenças. Em 1992 a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 1 a 7 de…

Hafemann International em Óbidos

 Obra do artista Klinger Carvalho

                                                           Obra da artista Mônica Linhard

 Obra do artista José Roberto Aguilar

Abriu hoje em Óbidos, cidade histórica e linda do Oeste do Pará, a Exposição “Correnteza”, da Hafemann International, galeria de arte alemã da cidade de Wisbaden. O artista Klinger Carvalho, filho de Óbidos, está capitaneando o evento junto com o galerista Gottfried  Hafemann, que também é artista plástico. A mostra vai até dia 18 de setembro. Depois, segue para Belém, para a Galeria Fidanza. Os artistas e curadores foram recebidos com festa no cais do porto por representantes da Academia Artística e Literária de Óbidos, Associação Cultural Obidense, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA/Óbidos) e até do bloco “Pai da Pinga”, além de representantes da Prefeitura Municipal e populares. A Secretaria de Estado de Cultura apoia o evento.

A renomada galeria existe há 25 anos e nos últimos anos executa o projeto de ir à cidade de origem de um dos artistas associados. Desta vez o homenageado é Francisco Klinger Carvalho, obidense que mora e trabalha em São Paulo. 

A exposição utiliza várias linguagens: vídeo, fotografia, desenho e escultura. A programação incluiu um simpósio com os artistas visitantes e locais, com relato das obras, que começou ainda no dia 11 passado. As fotos são de Tamara Saré.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *