0

Rogério da Silva Mendonça, 35, e Deibson Cabral Nascimento, 33, alcunhado “Tatu” ou “Deisinho”, perigosíssimos meliantes que fugiram no dia 14 de fevereiro da penitenciária federal de Mossoró (RN), foram presos hoje (4) de manhã na BR-222, em Marabá (PA), pela Polícia Federal com auxílio da Polícia Rodoviária Federal. A inédita e cinematográfica fuga do presídio de segurança máxima, que já durava 52 dias, teve uma logística que incluiu uso de barcos e carros. Marabá tem importante eixo rodoferroviário e lá acontece a interseção das rodovias federais BR-230 (a Transamazônica) e a BR-163 (Santarém-Cuiabá), além de acessos à BR-155 e às estradas perpendiculares que permitem penetração profunda às matas locais. Eles tencionavam sair do Brasil.

Rogério e Deibson estavam entre os presos que participaram da rebelião sangrenta em julho de 2023 no presídio de segurança máxima Antônio Amaro Alves, no Acre, quando cinco detentos foram executados com requintes de crueldade, com decapitações e esquartejamentos. Deibson estava preso desde agosto de 2015, já tendo passado também pelo presídio federal de Catanduva (PR). Ele tem condenações e responde por assaltos, furtos, roubos, homicídio e latrocínio. Rogério, que também tem vasta ficha criminal, cumpria pena no Acre e transferido para o Rio Grande do Norte. Ambos são apontados como membros de organização criminosa. Da sede da PF em Marabá, serão transferidos de volta ao presídio de onde fugiram ainda hoje.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Secretaria Extraordinária da COP não tem paraenses

Anterior

Operação ‘Exposed’ combate crimes contra dignidade sexual de mulheres

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *