A juíza Sara Augusta Pereira de Oliveira Medeiros, titular da 3ª Vara Cível, Infância e Juventude, Órfãos, Interditos e Ausentes de Castanhal (PA) exarou uma sentença emblemática, em plena Semana da Pessoa com Deficiência: obrigou a Escola Professor Antônio Leite…

Observando que é irracional o deslocamento de grande quantidade de pacientes em busca de tratamento, o Ministério Público do Pará ajuizou Ação Civil Pública contra o Estado do Pará e o Município de Marabá, para a criação de Unidade de…

O governador Helder Barbalho sanciona hoje à noite, em cerimônia no auditório do Centur, o 'Vale Gás' e o 'Água Pará', destinados a famílias de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social. Ambos serão gerenciados e fiscalizados pela Secretaria…

Ciclistas liderados pelo grupo Pedal Mulher Nota 100, com apoio de alunos e voluntários da Universidade Federal do Pará e da Academia Paraense de Jornalismo, realizarão uma performance, nesta quinta-feira (23), das 8h às 10h, a fim de chamar a…

Floresta em ebulição

O clima está fervendo no município de Novo Progresso, onde a fazenda Barroso, na entrada da Floresta Nacional do Jamanxim, está ocupada pelo Ibama. O intrépido ministro Carlos Minc foi lá, acusou políticos locais de insuflar pessoas a atear fogo na base operativa do Ibama, e bradou que “boi pirata vai virar churrasquinho do Fome Zero“. O Ibama se queixa de que um juiz tentou prender o coordenador da Operação Boi Pirata II.
O lugar virou uma praça de guerra: 2 helicópteros, um caminhão tanque para abastecer aeronaves, 25 veículos próprios para as estradas da região, agentes ambientais do Ibama de vários estados brasileiros, policiais federais, soldados da Força Nacional de Segurança Pública, policiais militares ambientais do Distrito Federal, PM e tropa de choque do Pará, que somam quase 160 pessoas, estão lá.
Seis mil cabeças de gado já foram retiradas da Flona, 15 mil estão saindo e 1700 cabeças serão doadas aos programas sociais do governo federal. Foram apreendidas 14 armas, mil litros de óleo diesel – transportado de modo irregular -, 4 tratores, 3 caminhões e uma serraria móvel, detidas 17 pessoas e lavrados 27 autos de infração, que geraram multa de R$23,86 milhões.
Minc diz que quem não tirar seus rebanhos da Flona o mais rápido possível perderá o gado e que todas as fazendas serão multadas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *