Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Filha de empresários é cotista da UEPA

Bruna Karla Barata Cancela, filha dos sócios do Sistema de Ensino Equipe (que inclui ensino médio, pré-vestibular e cursos específicos), foi aprovada no curso de Medicina da Universidade do Estado do Pará como cotista, por ser bolsista da escola onde concluiu o ensino médio – ela utilizou o benefício destinado a estudantes de famílias carentes, embora a escola seja propriedade de seus pais. Ouvida a respeito, a UEPA informa que, “de acordo com os editais dos Processos Seletivos 2015 (39/2014 e 72/2012), adotou dois critérios para as cotas sociais: o candidato deveria ter cursado integralmente o ensino médio em escolas da rede pública ou ser bolsista integral da rede privada – ambas localizadas no Estado do Pará. A opção pela condição de cotista foi feita pelo candidato no ato da solicitação de inscrição e deverá ser confirmada no ato da matrícula com a apresentação de documentos comprobatórios, no período de 26 a 30 deste mês. Os candidatos que atenderam a um dos critérios e estão com a documentação dentro da normalidade serão regularmente matriculados. A Uepa ressalta ainda que, de acordo com os editais, será eliminado do processo e perderá o direito a vaga o candidato que tendo sido classificado nas vagas destinadas aos alunos cotistas não comprovar esta condição, por meio dos documentos”.

Trata-se, como se vê, do típico caso do legal e imoral.

Vejam a lista aqui.


ATUALIZAÇÃO: A assessoria de comunicação da UEPA corrige sua nota informando que, “na verdade, o Edital 72/2012 trata do Prise 1. O que contém as regras para a 3ª fase (Subprograma XVI) e o quadro de vagas é o Termo Aditivo ao edital de mesmo número, publicado no dia 23 de julho de 2014 no site da Uepa.”
Segue o link: 
http://www.uepa.br/portal/downloads/Editais2014/TA7212.pdf

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *