0

Na reunião de hoje, o presidente da Frente Parlamentar Pró-Hidrovias e Portos do Pará, deputado Luis Cunha, vai manifestar sua preocupação com o atraso do Pará nesse setor. Com a construção de mais duas eclusas e a ampliação do canal do Panamá, os navios irão quintuplicar sua capacidade de carga. Em que isso nos interessa? É que com o pouco calado e o assoreamento dos nossos rios, só os navios pequenos podem chegar aos portos do Pará que, assim, mais uma vez ficarão fora da rota mundial. Os principais portos dos EUA e da Europa, é claro, já estão adaptados e recebem os mega navios que passarão a atravessar o canal do Panamá.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Triunvirato

Anterior

Recuerdos da Pérola do Tapajós

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *