Desde sua origem, Marabá (PA) sofre anualmente enchentes dos rios Tocantins e Itacaiúnas e a população que reside em áreas de risco fica em situação de vulnerabilidade. Todos os anos a defesa civil estadual e municipal planeja, monitora e prepara…

Em noite de gala na próxima segunda-feira, 24, às 19h, no Teatro Maria Sylvia Nunes, em Belém, o governador Helder Barbalho vai lançar o 110º Campeonato Paraense de Futebol, o Parazão Banpará 2022, com transmissão ao vivo pela TV e…

Todos os órgãos de segurança estão trabalhando de forma integrada para dar suporte à população em face da destruição do pilar central e iminente desabamento do vão da ponte do Outeiro. O Centro Integrado de Comando e Controle da Segup…

O Procurador-Geral de Justiça do Estado do Pará, César Mattar Jr., recebeu em audiência o advogado Arnaldo Jordy e uma comissão integrada por Simone Pereira, da Universidade Federal do Pará; Marcelo Alves, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e…

Falta de investimento

Na reunião de hoje, o presidente da Frente Parlamentar Pró-Hidrovias e Portos do Pará, deputado Luis Cunha, vai manifestar sua preocupação com o atraso do Pará nesse setor. Com a construção de mais duas eclusas e a ampliação do canal do Panamá, os navios irão quintuplicar sua capacidade de carga. Em que isso nos interessa? É que com o pouco calado e o assoreamento dos nossos rios, só os navios pequenos podem chegar aos portos do Pará que, assim, mais uma vez ficarão fora da rota mundial. Os principais portos dos EUA e da Europa, é claro, já estão adaptados e recebem os mega navios que passarão a atravessar o canal do Panamá.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *