Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Falta de decência, dignidade e brio

Hoje o empresário Nabih Abou El Hosn recebe o título de Empresário do Ano 2009, outorgado pela Associação Comercial do Pará, e lança o livro “O Voo do Alfaiate“, autobiografia elaborada pelo professor Edson Berbary.

Quando foi anunciada a homenagem, o quase ex-deputado Vic Pires Franco (DEM) fez chacota em seu repugnante blog, chamando-o pejorativamente de dono de cemitério e dizendo que a ACP está gagá.

Alertada, a advogada Magda Abou El Hosn ficou indignada, ainda mais porque Valéria Pires Franco tinha mandado recado pela sua assessora Neuci Castro dizendo que admira e ama” seu pai “de paixão, que o acha uma pessoa íntegra” e propondo que a ajudasse com advocacia solidária na campanha.

Magda foi ao imundo blog e postou que queria ver Vic “ousar a falar do meu pai, um homem que só faz o bem nesse Estado, não tem um filho ocupando cargos políticos, nunca sonegou um tributo, paga os impostos em dia, a ficha dele é limpa no ramo de empresários, os funcionários dele do cemitério têm mais de 28 anos na casa, e não tem uma só reclamação trabalhista”.

Magda desafiou Vic “a subir em um palanque e apontar o dedo para falar alguma coisa de ilícito ou de sonegação em que meu pai seja o protagonista principal como é o caso dele, deputado que é alvo de críticas e ilícitos penais e civis do nosso País.

Quando viu que ia perder, além de votos, o importante patrocínio que estava cavando, Vic, como sempre, ficou pianinho e se desculpou. É esse o caráter (?) e o modus operandi de quem só desonra o Pará e o Parlamento.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *