0

Beira o ridículo a reação do ministro dos Portos, Pedro Brito, à divulgação do estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, que fez justas críticas aos investimentos governamentais e apontou risco de colapso no sistema portuário brasileiro – o que preocupa todo mundo que acompanha o setor há anos.

Ao invés de tentar desmentir o estudo sério do Ipea, o ministro deveria lutar pela liberação de verbas do PAC para as Companhias Docas, que amargam prejuízos por falta de recursos que deveriam ser utilizados em dragagens dos rios – Belém, Santarém e Vila do Conde estão precisando e muito -, melhorias na infraestrutura e no acesso aos portos e terminais.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

OSTP ao léu

Anterior

De volta

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *