Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Falta de ação

Beira o ridículo a reação do ministro dos Portos, Pedro Brito, à divulgação do estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, que fez justas críticas aos investimentos governamentais e apontou risco de colapso no sistema portuário brasileiro – o que preocupa todo mundo que acompanha o setor há anos.

Ao invés de tentar desmentir o estudo sério do Ipea, o ministro deveria lutar pela liberação de verbas do PAC para as Companhias Docas, que amargam prejuízos por falta de recursos que deveriam ser utilizados em dragagens dos rios – Belém, Santarém e Vila do Conde estão precisando e muito -, melhorias na infraestrutura e no acesso aos portos e terminais.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *