0

Vicente Malheiros da Fonseca acaba de criar uma música para o poema “Saudade Perfumada”, composto por Emir Bemerguy em homenagem póstuma à sua filha Telma Suely, morta aos 14 anos, em 8 de abril de 1978, quando desabou parte do muro do estádio Elinaldo Barbosa, em Santarém, pouco antes de show do cantor Benito de Paula. Emir Bemerguy escreveu o epitáfio de sua filha: “Como as rosas, ela viveu tão pouco e se foi ao anoitecer, deixando tudo impregnado de suave perfume” e é parceiro de Vicente Fonseca em 12 músicas, como letrista.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Ação deve ser positiva

Anterior

Gravidez precoce

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *