1

Esta é a rua Coronel Luís Bentes, esquina com Magno de Araújo. Este prédio meio derrubado é o antigo Mercadão das Peças, que incendiou há dois anos. Em frente, fica o Tribunal de Contas dos Municípios do Pará, no bairro do Telégrafo, em Belém do Pará.

Para agravar ainda mais a situação, ali virou uma Cracolândia, inclusive com crianças.

Há testemunhas de que pessoas despejam ali caroços de açaí levados em carroças e carros de mão grandes.

Depois de publicação no portal Uruá-Tapera, há cerca de um mês e meio a Prefeitura de Belém retirou o entulho acumulado da Rua Coronel Luís Bentes e de novo está assim. A maior parte do lixo é jogado pelos próprios moradores das imediações, que sem o menor constrangimento fazem dali um lixão. Em todos os bairros acontece a mesmíssima prática.

O prefeito Edmilson Rodrigues precisa enviar um projeto à Câmara Municipal de Belém instituindo pesada multa aos autores desses verdadeiros ataques à cidade, ferindo não só as regras de urbanização e mobilidade como a saúde pública. A multa poderia ser convertida em trabalho comunitário de limpeza das vias públicas. Certamente terá todo o apoio da sociedade e os vereadores têm que aprovar em regime de urgência. É insustentável essa situação.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Alepa alterou a LDO 2023

Anterior

I Comar condecorou o presidente da Alepa

Próximo

Vocë pode gostar

1 Comentário

  1. A única solução será a chamada “dor no bolso” pra fazer frente a esta pratica vergonhosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *