0
Com apenas quatro meses de trabalho, 27 juízes empossados no início de abril no Tocantins já podem pendurar a toga e sair de férias. A regalia começou a valer na sexta-feira, por decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Daniel Negry. O privilégio foi concedido com base num parecer emitido, sem alarde, em 2006, pelo Conselho Nacional de Justiça, e que – vejam só – pode ser aplicado por todos os tribunais.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Endemia capilar

Anterior

Vara especial

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *