0

“Adriano Barroso é ator, autor e diretor de teatro. Há vinte anos desenvolve trabalhos na área de teatro e, mais recentemente, no cinema. Participou do curso de atores da Universidade Popular – UNIPOP. Já participou de onze espetáculos como ator, entre eles Hamlet, de Shakespeare, ganhando o prêmio de melhor ator em 1992; A Vida é Sonho, de Calderón de La Barca; Odeio Drummond, de sua autoria; Hamlet Machine, de Heiner Müller, quando recebeu indicação de melhor ator na Mostra de Teatro da Federação Estadual de Atores, Autores e Técnicos de Teatro – FESAT em 1997 e no Festiminas, 1998; O Tartufo, de Molière, ganhando o prêmio de melhor ator pela Associação de Teatro – APLAUSO em 2000 e Quarta-feira sem Falta, Lá em Casa, também prêmio de melhor ator pela APLAUSO.”
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

O bom combate

Anterior

Uma coisa é uma coisa

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *