0

O tempo fechou ontem, na reunião do Conselho Nacional do Ministério Público.
Sérgio Frazão do Couto se retirou da sessão, acusando “sindicalização” do órgão. A razão do protesto? Foi aprovado o ressarcimento pelo Ministério Público por remoção de um procurador federal, de Salvador para São Paulo. Em seguida, no mesmo processo, o CNMP queria incluir um período de dois anos para que todos os casos de remoção recebessem essas despesas que, pelo edital, estavam excluídas.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Rede em polvorosa

Anterior

Reforço

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *