0
O DEM vai desaparecer do cenário político paraense a partir de 2010. Seu dono, com atitudes tresloucadas, inviabilizou alianças com todos os partidos com os quais poderia se aliar. Uma coisa é ser eleito com uma grande coligação e a máquina na mão, com ônibus, lanchas e aviões percorrendo o Estado, distribuindo óculos e que tais. Outra será na oposição e devidamente desmascarado perante a opinião pública. O povo, ao contrário de alguns, pensa.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Tempo final

Anterior

Jazz lírico

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *