0

A “Conexão Iripixi”, da Polícia Civil, capturou em Oriximiná o líder do tráfico de drogas nos municípios da região, Iranaldo Carvalho Gato, comerciante conhecido como “Iran”, que distribuía entorpecentes enviados de Tabatinga (AM). O irmão dele, Adenil Carvalho Gato, professor universitário, também foi preso na operação. Com eles, foram apreendidas 450 gramas de pasta base de cocaína em formato ainda não identificado, de coloração preta utilizada para camuflar o produto e dificultar a identificação.

Outro envolvido, sobrinho dos irmãos presos, conseguiu fugir. 13 membros do grupo já estão na cadeia. O bando atuava há um ano, fornecendo drogas em Oriximiná, distrito de Porto Trombetas, Óbidos, Terra Santa, Curuá, Alenquer, Monte Alegre e Prainha.

Uma mulher comandou o inquérito e os trabalhos de campo: a delegada Andreza Alves, titular de Oriximiná, com o apoio do superintendente regional, delegado Jardel Guimarães, do diretor de polícia do Interior, delegado Miguel Cunha e do Delegado-Geral, Raimundo Benassuly. A parceria incluiu, ainda, Poder Judiciário, Ministério Público, Polícia Militar, Núcleo de Inteligência Policial, Disque-Denúncia e a população, que cooperou de forma decisiva para o sucesso das investigações e prisão da quadrilha de traficantes.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Vale a pena ler

Anterior

Abusos em serviço

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *