Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Contaminação em Salinópolis

O professor da UFPA Mílton Matta, doutor em Hidrogeologia, vai perdir providências ao Ministério Público do Estado acerca da ocupação desordenada de praias, rios, furos, igarapés, mangues e dunas de Salinópolis, que já apresenta seus efeitos nocivos, como a contaminação das águas subterrâneas provocada por construções irregulares.
Ele também afirma que a água retirada dos poços construídos em residências, hotéis e pontos comerciais é imprópria para o consumo e representa uma bomba-relógio para a saúde pública. A maioria tem perfuração inferior à recomendada pelo Crea-PA. São poços rasos, que usam o aquífero superior – formado por rochas porosas e permeáveis -, já comprometido pela salinização. Além disso, a profundidade fica vulnerável a fossas, lixo hospitalar e postos de gasolina, entre outras fontes potenciais de contaminação.
Como solução, o professor propõe a criação de lei municipal que proíba a construção de poço com profundidade inferior a 20 metros.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *