0

Errar é humano. Afinal, quem nunca cometeu uma gafe na vida? Agora, consertar o erro é que são elas. É preciso boa dose de coragem, humildade e, claro, bom humor, senão a emenda fica pior do que o soneto. Na última terça-feira, 21, a edição impressa do jornal carioca Extra bombou na internet. É que, na seção de previsão do tempo, ao noticiar que o dia teria céu nublado, esqueceu da letra ‘e’ na palavra céu. E ainda acentuou o “u”. O erro, lógico, viralizou nas redes sociais e as chacotas foram muitas. Mas o jornal fez do limão uma limonada, ao veicular a errata em sua página do Facebook, de forma inteligente e com molho saboroso. Sobraram elogios para a saída espirituosa. Vejam aí em cima na montagem dos dois recortes.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Nota da ANPT sobre terceirização laboral

Anterior

Miriti – mãos que tecem sonhos

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *