O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade anunciou que vai reabrir no próximo dia 31 a Floresta Estadual de Trombetas, na Base do Jaramacaru, para a coleta da safra da castanha-do-Pará. Alega que discutiu a medida com a Secretaria…

Apesar de ser distrito insular de Belém, Caratateua - nome de origem Tupi Guarani que significa “Terra das Grandes Batatas” ou “Lugar das Muitas Batatas” (ali havia plantações de batata-doce em grande quantidade), com cerca de 80 mil habitantes distribuídos…

Primeira mulher a presidir – e ser reeleita com votação consagradora - a Tuna Luso-Brasileira, clube com 119 anos de existência, Graciete Maués, 72 anos, professora de Educação Física aposentada, assume interinamente a presidência da Federação Paraense de Futebol na…

A fiação elétrica emaranhada aos galhos de árvores na frente da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, entre as ruas Padre Prudêncio e Aristides Lobo, no bairro da Campina, em Belém do Pará, é o retrato da…

CFFO aprova LDO

A Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária aprovou hoje, à unanimidade, o projeto da LDO 2009. Das 237 emendas apresentadas, 70 foram acatadas, das quais 25 da bancada do PT, 15 da bancada do PSDB, seis da própria comissão, além das individuais dos parlamentares. Na votação em plenário, serão destacadas as emendas não incorporadas ao projeto. A Alepa decidiu remanejar de seu orçamento R$ 15,1 milhões para o Executivo. Desse montante, R$ 8,5 milhões serão destinados à Secretaria de Segurança Pública; R$ 3,5 milhões para a Defensoria Pública e R$ 3,1 milhões para a Fundação Santa Casa. Cezar Colares explicou que esses recursos são adicionais e vinculados, por exemplo, para compra de 100 viaturas para a PM e a polícia civil, aparelhamento do hospital e contração de novos defensores. A Receita Líquida de Impostos será a base de cálculo do Executivo para repartição dos recursos aos Poderes Legislativo e Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunais de Contas. As emendas que tratavam dessa questão, apresentadas pela bancada tucana, foram parcialmente acatadas, colocando um ponto final na polêmica. Com isso, a partir da receita estimada para 2009 de R$ 6,9 bilhões, o valor total para divisão entre os Poderes será mantido em R$ 1,1 bilhão, correspondente a 15,9078% da RRIL. Assim, a Alepa ficará com 3,2466%; Poder Judiciário, 5,9510%; Ministério Público, 3, 0523%; TCE, 1,2110%; TCM, 1,0092% e Defensoria Pública, 1,0092%. E ainda caberá ao MP junto ao TCE 0,2598% e ao MP junto ao TCM 0,1686%. A LDO tem que ser votada até o dia 30 deste mês, sob pena de que os deputados não entrem em recesso.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *