0
Finalmente a Prefeitura de Belém acordou para a necessidade de padronização das barracas de camelôs e artesãos na Praça da República. Os ambulantes propuseram modelo em formato de pequenas lojas, em ferro e lona. Já as barracas dos artesãos serão inspiradas na Berlinda de Nossa Senhora de Nazaré. O Banco do Brasil deverá financiar o projeto – iniciativa dos trabalhadores, que lembraram ao poder público o aniversário de 21 anos, hoje, da feirinha da Praça, aproveitando a ocasião para alertar sobre o desordenamento e sucateamento do espaço.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Ação de cidadania

Anterior

Cartografia digital

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *