0

Bom dia, amigos! Linda e feliz última segunda-feira e derradeira semana de 2014! Em Oriximiná(PA), o rio Erepecuru é um dos importantes afluentes do rio Trombetas, ao lado dos rios Mapuera e Cachorro. Ao longo desse curso d’água, santuário biológico e cênico do Pará, há sítios arqueológicos com arte rupestre, quinze comunidades quilombolas, etnias indígenas – como os Tiriyhó, acima da cachoeira do Mel, e os Zoé, na divisa com o rio Paru do Oeste -, além de famílias ribeirinhas que vivem do extrativismo, principalmente da pesca e da coleta de castanha. Confiram a imagem aérea desse lugar de beleza, riqueza e diversidade extraordinárias, pelas lentes de Erik Jennings. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Os 100 mais. Uns nem tanto.

Anterior

CNJ não liberou juiz para a Segup

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *