0
Acabo de presenciar uma cena, comum no cotidiano, mas muito significativa do medo que impera em nossas vidas. Uma senhora saía de sua casa, não sem antes fazer o sinal da cruz ainda no umbral da porta. Crenças religiosas à parte, a eterna insegurança de não saber se haverá o retorno ao lar. Meu Deus…
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Barbárie no trânsito

Anterior

Troca de bastão

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *