0

 O promotor de Justiça Harrison Henrique da Cunha Bezerra, titular de Breves e que acumula Anajás, instaurou notícia de fato assim que tomou conhecimento de que as aulas no interior de Anajás ainda não foram retomadas neste segundo semestre letivo. De imediato convocou reunião com o presidente do Sintepp e com o Conselho Tutelar e notificou o secretário municipal de Educação para que informe, sob pena de adoção de medidas judiciais, as razões da postergação das aulas na zona rural, vez que na área urbana as aulas estão ocorrendo normalmente. Um dos mais atuantes membros do MPPA parauara, o promotor Harrison Bezerra já advertiu a Prefeitura de Anajás que, se as aulas não voltarem nesta segunda-feira, dia 4, adotará as medidas judiciais cabíveis.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

A Borboleta Azul alça voo na Bienal do Livro e em Belém

Anterior

Linha de crédito específica e upgrade do transporte alternativo no Pará

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *