Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Amarildo do Pará está em cana

Essa história do “Amarildo paraense” virou causo de Sucupira. Para quem ainda não sabe, o “desaparecido” foi reconhecido no Presídio Estadual Metropolitano, o PEM II, por um agente prisional, que achou um detento “a cara” do que aparecia nas imagens da TV apanhando dos PMs. Bastaram umas perguntinhas básicas e o tal mistério foi desfeito. Ele contou que é portador do vírus HIV e dependente químico e tinha sido liberado uns dias para tratamento de saúde, quando aconteceram os fatos. No dia seguinte, sem saber que a cena violenta fora filmada e providências estavam sendo tomadas, ele voltou ao PEM II para continuar a cumprir sua pena.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *