0
José Maria, comentarista aqui do blog, denuncia que os ônibus da linha Ceasa simplesmente deixam os passageiros no final da linha do Pedreira Nazaré – que fica a 3 Km de distância da Ceasa (!) -, a partir do meio dia. Quem quiser ir ou voltar de lá, só de táxi ou andando pela estrada que não tem passeio público. As pessoas são obrigadas a disputar o leito da rua com caminhões abarrotados e veículos com pneus carecas e sem freio. Desrespeito ao usuário e um verdadeiro crime, já que essa atitude pode causar mortes.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Festa santarena

Anterior

Tempos de barbárie

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *